último adeus


Já à 3 dias que não escrevo para nós, não pegava no meu caderno de rascunhos e começava a deliniar linhas e palavras tortas numa folha de papel sem cor . Nessas folhas eram narrados acontecimentos da minha vida, e novamente , e novamente, sempre a juntar uma folha para ti , talvez te mande por correio tudo o que escrevi . As 314 formas que tentei por palavras soltas e pobres, descrever o que sinto ou sentia por ti ... Nas ultimas cartas, não conseguia dizer o que sentia por ti, não descrevia nada, apenas o meu sofrimento que estás a causar-me . A minha alma ficou vazia, os meus lábios sentem saudade de te beijar, os meus olhos ardem ardoamente com o meu choro por não te verem, as minhas mãos agarram tudo o que tenho teu . A minha vida tem sido isto e apenas isto , parece que não tinha tempo para mim ... Ligava demais ao que as pessoas « de fora » diziam, faziam de tudo para gozar por eu « gostar de ti » . Queriam as pessoas ser como eu , só criticam, passam por mim na escola e mandam umas bocas, afinal só sabem fazer isso da vida, trabalham á borla mas mete dó de tantas coisas hilariantes que inventam sobre mim . Mas retomando o assunto que estava a narrar, umas desiluzões ali, uns sorrisos acolá mas a saudade e o meu pensamento em ti nunca me largam, fazem-me uma perseguição mortifera . Estou agora a lembrar-me das noites que perdia a chorar por ti, com aqueles olhos feios, feios e inchados de tanto chorar ... Mas acima de tudo obrigado, obrigado por me ensinares tudo o que o amor não deve de ser, fizeste descobrir um novo eu, dar mais atenção ás pessoas que gostam de mim e não ligar a esses comentários hilariantes da parte dos « de fora » . Tenho pena que tenha « acabado » assim, afinal a confusão estará sempre instalada em mim, os meus pensamentos estão perdidos e as minhas memórias profundas estão a esvaziar-se e todos eles preenchem a minha cabeça . O meu coração já não tem um batimento apropriado, está mais calmo , está mais só, está mais sem ti . O vento bate-me no rosto fazendo a lagrima triste que decorra pelo meu rosto para ser menos profunda. Os suspiros que guardo no peito fazem-se ouvir e o sorriso ilumina-me o rosto . O meu interior está desfeito os meus sentimentos são de revolta neste invólcro que os hospeda . Sinto uma escuridão e enebriar o meu coração porque ousei reparar alguem como tu .. Não trocamos palavras banais por dia, e o que sinto queda-se por explicar. Sonho agora ser feliz, com o dia em que venhas ter comigo e expliques-me porque fizeste isto, porque nunca fizemos nada, porque nunca andamos pelas ruas de mão dada, trocando carícias enquando as nossas peles entram em combustão . Imaginava os teus lábios que iriam tocar no silêncio da noite e as línguas sequiosas que encontrarão conforto uma na outra. O jogo terminou, neste mar de recordações que me banha. Diz-me , divertiste-te ? O prazer que te provocou esses sorrisos foi suficiente ? Eu nem sei ao certo o motivo, mas continuo nesta confusão , deixei de ir ao computador ver o que diziam, o meu telemovel não para de piscar, já não penso tanto em ti e neste momento em que me revelas por indirectas e palavras jamais pronunciadas por artimanhas, quero dizer-te um fim e assim termina o meu amor por ti, foi estranho digo, mas talvez nunca amarei ninguem como te amei a ti, o ultimo adeus de todos .

22 comentários:

  1. Não vale a pena ligares aos comentários sem nexo de algumas pessoas, essas pessoas têm necessidade de fazer isso para se sentirem os mais fortes , orgulha-te de um dia teres gostado de alguém com essa profundeza, porque poucos o sabem , ou melhor, poucos o admitem ..
    Sabes , sofrer faz-nos crescer , e com isto tu cresces-te ! Agora tens de seguir em frente e com um sorriso na cara, porqe tu e todos têm o direito de serem felizes (:
    escreves muito bem , o importante não é teres muitos seguidores , ou muitos comentários é conseguires tocar no lado mais intímo dos leitores, e tu conseguis-te , revelando seres um grande escritor , os meus parabéns !
    FORÇA ♥

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto!
    O tempo ajuda-nos a perceber o desapego que, às vezes, temos que ter a algumas pessoas. Muita força!

    ResponderEliminar
  3. gostooo :)
    sigooo, se quiseres visitar o meu blog e gostares segue também : http://irisdsp.blogspot.com *-*
    beijos

    ResponderEliminar
  4. continuas a escrever lindamente *

    continuas a escrever lindamente *
    obrigada pelo comentario, beijinhos,
    pensando com arte.

    ResponderEliminar
  5. cancelei o meu blog à uns meses, e o teu blog é o único que continuei sempre a ler (e sim, estou a ser o mais sincera possível, venho cá sempre que posso), talvez por passar por situações semelhantes às tuas.
    naquela frase do texto " (...) mas talvez nunca amarei ninguem como te amei a ti (...) " compreendo-te perfeitamente. cheguei ao ponto de ser criticada e descriminada, apenas por amar tanto um rapaz. independentemente daquilo que digam, nunca deixes de ser tu, e não mudes por ninguém.

    ResponderEliminar
  6. Mesmo sendo um pouco triste, o texto não deixa de estar lindo (:

    ResponderEliminar
  7. esta simplesmente lindoooooooo gui :)
    desculpa podes-me dar-me o teu mail *
    obigada :3

    ResponderEliminar
  8. gui das-me o teu mail ?
    preciso de te perguntar umas coisas pff *-*

    ResponderEliminar
  9. Adoro o teu blog, já o sigo! :)
    Passa no meu, tenho uma proposta de part-time ideal!
    Não nos ocupa tempo nenhum, não temos obrigações, não temos de ter experiência de vendas, basta mostrar o catálogo (ele vende-se sozinho, basta mostrar...) e ainda temos descontos em todos os produtos ;)

    ResponderEliminar
  10. amei *-*
    podes-me dizer como se chama a musica? o cover? (: obgg beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. ainda dizem que só os rapazes é que são "players". está mesmo bonito este texto. sigo o teu blogue :))

    ResponderEliminar
  12. Olá gostei muito do teu blog!

    Visita o meu em http://oblogdeumhomem.blogspot.com

    Se quiseres, adiciona-me como membro!

    ResponderEliminar